IGP-M desacelera para 2,92% na 2ª prévia de outubro, diz FGV

João Souza / GettyImages
João Souza / GettyImages

Arrefecimento dos preços das commodities é o principal motivo

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) desacelerou para 2,92% na segunda prévia de outubro, ante 4,57% observados no mesmo período do mês de setembro, puxado pelo arrefecimento dos preços das commodities, segundo levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgado ontem (19).

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral, teve alta de apenas 3,75% no segundo decêndio deste mês, deixando para trás a disparada de 6,36% registrada no mesmo período de setembro.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Segundo André Braz, Coordenador dos Índices de Preços, “a desaceleração observada nas taxas de variação de algumas commodities, principalmente no minério de ferro (17,01% para -0,34%), contribuiu para o recuo do índice de preços ao produtor.”

Entre os componentes do IPA, o destaque foi o grupo Matérias-Primas Brutas, que desacelerou de 11,31% para 4,77% na segunda prévia de outubro, recebendo forte influência de produtos como o milho e café em grão, além do minério de ferro.

Enquanto isso, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no índice geral, cresceu para 0,71% no segundo decêndio de outubro, contra 0,38% no mês anterior.

O grupo Educação, Leitura e Recreação disparou 3,05%, informou a FGV, deixando para trás o crescimento de 0,40% apresentado na segunda prévia de setembro. Um avanço de 33,57% nos preços das passagens aéreas foi o principal responsável pela aceleração.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Finalmente, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 1,50% no segundo decêndio de outubro, ante 0,98% de avanço do mesmo período do mês anterior. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).