Vendas da Apple superam previsões com impulso de Macs e Apple Watch

Forbes/Reprodução

A Apple divulgou hoje (29) receita e lucro acima das expectativas de Wall Street, com o contínuo crescimento nas vendas de computadores e acessórios.

Apesar do atraso no desenvolvimento de seu produto mais vendido, o iPhone, a empresa consistentemente superou as expectativas de vendas este ano e lançou uma série de novos produtos e serviços que seus clientes adotaram enquanto estavam isolados pelas medidas de restrição contra a pandemia. A empresa disse que a receita do quarto trimestre fiscal, encerrado em setembro, foi de US$ 64,7 bilhões (US$ 0,73 dólar por ação), em comparação com as estimativas de analistas de US$ 63,7 bilhões (US$ 0,70 dólar por ação), de acordo com dados da Refinitiv. As vendas de iPhones caíram 20,7%, para US$ 26,4 bilhões, declínio mais acentuado do que as expectativas de queda de 16,2%, segundo a Refinitiv.

Analistas antecipavam que os consumidores iriam adiar compras do iPhone até a chegada dos novos modelos às lojas.
Em entrevista à Reuters, o presidente-executivo da Apple, Tim Cook, disse estar “otimista” em relação ao ciclo do iPhone 12, com base nos dados dos primeiros cinco dias de vendas.

“O 5G é uma oportunidade única em uma década. E não poderíamos estar mais animados para chegar ao mercado exatamente quando o fizemos”, disse Cook. “Pelo menos nos Estados Unidos, as operadoras estão sendo muito agressivas.”

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A Apple anunciou o iPhone 12 várias semanas depois da época em que costuma lançar novas versões do aparelho, o que significa que nenhuma venda do iPhone no fim de semana de lançamento do dispositivo está incluída nos resultados do quarto trimestre fiscal.

A companhia compensou as vendas voláteis do iPhone nos últimos anos com um crescimento constante em seu segmento de serviços, que inclui streaming de música e de vídeo. A receita de serviços cresceu 16,3%, para US$ 14,5 bilhões, em comparação com estimativas de analistas de 14 bilhões. Cook disse à Reuters que o Apple One, um pacote de serviços pagos, será lançado na sexta-feira.

Cook disse à Reuters que a Apple tem 585 milhões de assinantes pagos em suas plataformas, acima dos 550 milhões do trimestre anterior e perto da meta de 600 milhões que a empresa estabeleceu para o final do ano-calendário de 2020.

“O Mac teve seu melhor trimestre na história da empresa”, disse Cook. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).