Azul tem prejuízo de R$ 1,2 bilhão no 3º trimestre

Empresa prevê que terá 80% de seus voos em operação até o final do ano.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Forbes/Reprodução

Acessibilidade


A Azul reportou hoje (16) prejuízo líquido de R$ 1,2 bilhão no terceiro trimestre, o mesmo que R$ 3,57 por ação preferencial e US$ 1,99 centavos por ADR, mas sinalizou uma recuperação mais rápida do que o esperado na demanda por viagens aéreas, prevendo que terá 80% de seus voos em operação até o final do ano.

Já o prejuízo operacional foi de R$ 247,7 milhões no 3T20, com margem negativa de
30,8%. Segundo a companhia, excluindo ganhos não-recorrentes, o prejuízo operacional ajustado totalizou R$ 671,8 milhões

A receita dobrou em relação ao segundo trimestre para R$ 805 milhões, embora ainda tenha ficado 70% abaixo na comparação anual em razão da pandemia do coronavírus.

Entre os destaques do balanço, a Azul afirma ter implementado “com sucesso seu plano de retomada, gerando uma economia de caixa e capital de giro de R$ 8,4 bilhões entre março 2020 e dezembro 2021, excluindo redução de custos decorrente da redução de capacidade, acima da expectativa inicial de R$ 7 bilhões.” (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Compartilhe esta publicação: