Conselho do Itaú Unibanco aprova cisão de participação na XP

Rodrigo Garrido/Reuters
Rodrigo Garrido/Reuters

Uma vez aprovada, os acionistas do Itaú Unibanco passarão a deter, também, participação acionária na nova empresa

O conselho de administração do Itaú Unibanco aprovou hoje (26) a segregação da participação do conglomerado na XP Inc. em uma nova sociedade, de acordo com fato relevante do maior banco privado do país.

A segregação “ocorrerá mediante cisão de empresas do conglomerado Itaú Unibanco com a versão da parcela cindida representativa de 41,05% do capital da XP” para a nova companhia, disse a instituição financeira.

VEJA MAIS: Funchal descarta divergência entre BC e Economia e defende que há plano para fiscal

A cisão ainda precisa ser aprovada em assembleia geral dos acionistas e, uma vez aprovada, os acionistas do Itaú Unibanco passarão a deter, também, participação acionária na nova empresa, cujo único ativo será o investimento na XP.

Ainda de acordo com o fato relevante, as ações remanescentes de emissão da XP detidas pelo Itaú Unibanco, correspondentes a 5% do capital social da XP, poderão ser vendidas, a depender das condições de mercado.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).