Evans, do Fed, diz que fim do alívio por pandemia é “decepcionante”

Carolina Brehman / GettyImages
Carolina Brehman / GettyImages

Secretário do Tesouro defendeu encerrar vários dos principais programas do Fed para empréstimos relacionados à pandemia

O presidente do Federal Reserve de Chicago, Charles Evans, disse hoje que está desapontado com a decisão do secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, de encerrar vários dos programas de empréstimo do Fed em resposta à pandemia em 31 de dezembro.

“Acho que esse papel de apoio pode ser muito importante por um bom tempo, então é decepcionante”, disse Evans em entrevista à CNBC.

Já o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, defendeu a decisão de encerrar vários dos principais programas do Fed para empréstimos relacionados à pandemia, dizendo que o Congresso deveria usar o dinheiro para ajudar pequenas empresas norte-americanas com subsídios – e não empréstimos.

Falando à CNBC, Mnuchin disse que ele e o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, falarão com líderes republicanos do Congresso hoje e que planejam redobrar seus esforços para aprovar novas medidas de estímulo. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).