Governo dá aval para corretoras prestarem serviço de pagamento a partir de janeiro

Segundo o CMN, a medida deve incentivar a concorrência entre prestadores de serviços de pagamento

Redação
Compartilhe esta publicação:
Luis Alvarez/GettyImages
Luis Alvarez/GettyImages

Segundo o CMN, a medida deve incentivar a concorrência entre prestadores de serviços de pagamento

Acessibilidade


O Conselho Monetário Nacional (CMN) deu aval para que corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários passem a prestar serviço de pagamento a seus clientes a partir de janeiro de 2021, conforme decisão publicada pelo Banco Central hoje (27).

Em nota, o BC informou que as empresas deverão optar entre a manutenção das contas de registro, modelo hoje em vigor, e a utilização de contas de pagamento.

“Independentemente da modalidade escolhida, os recursos mantidos nas contas, enquanto não comprometidos com a liquidação de operações em nome dos clientes, deverão ser aplicados em títulos públicos federais ou mantidos como disponibilidades pelas sociedades de intermediação”, afirmou o BC.

Segundo a autoridade monetária, a medida deve incentivar a concorrência entre prestadores de serviços de pagamento, além de ampliar o escopo de atuação das sociedades corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários e aprimorar a gestão de recursos no segmento de intermediação. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: