Iguatemi tem lucro de R$ 61,6 mi no 3º tri

Forbes/Reprodução
Forbes/Reprodução

Resultado trimestral da administradora Iguatemi é 29,2% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado

A administradora de shopping centers Iguatemi teve lucro líquido de R$ 61,6 milhões no terceiro trimestre, queda de 29,2% sobre o mesmo período do ano passado, com forte declínio nas vendas na mesma comparação.

A companhia afirmou que a inadimplência líquida dos lojistas foi de 13,4% no trimestre, um crescimento de 13% sobre o mesmo período do ano passado. Mas afirmou, em balanço divulgado hoje (5), que “esse indicador vem se mantendo estável mesmo com a retomada nas cobranças de aluguel”.

LEIA MAIS: Com exterior e balanços, Ibovespa sobe quase 3% e dólar tem forte queda

As vendas mesmas lojas recuaram 37,5% e os aluguéis mesmas lojas caíram 28,5%. As vendas totais somaram R$ 1,8 bilhão no trimestre, queda de 45,2% sobre um ano antes.

Segundo a empresa, atualmente todos os 16 shopping centers operados pela Iguatemi estão com operação ativa, sendo que 11 deles estão funcionando em regime de 12 horas, um durante 11 horas, dois durante 10 horas e dois por oito horas.

A Iguatemi terminou setembro com uma relação dívida líquida sobre Ebitda de 3,11 vezes ante 2,03 vezes no fim de 2019. A dívida total era de R$ 2,88 bilhões e as disponibilidades somavam R$ 1,17 bilhão.

LEIA TAMBÉM: Lojas Renner tem prejuízo de R$ 83 mi no 3º tri

As ações da Iguatemi fecharam em alta de 4,9%, a R$ 32,33, nesta quinta-feira. Em 2020, acumulam queda de 38,3%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).