Ação da Xiaomi cai 7% após aumento de capital de US$ 3,9 bi

Photographerismylife / Gettyimages
Photographerismylife / Gettyimages

Foi a ação mais negociada na bolsa de Hong Kong e a maior queda do índice índice HSI no dia de hoje

A empresa disse que 1 bilhão de ações foram vendidas a HK$ 23,70 cada, o equivalente a US$ 3,06 na cotação do par HKD/USD na publicação desta notícia. O preço final foi um desconto de 9,4% em relação ao preço de fechamento de ontem (01) de HK$ 26,15.

A negociação das ações da Xiaomi foi interrompida durante a sessão, antes que a empresa divulgasse detalhes do aumento de capital durante o intervalo para almoço de Hong Kong, quando as negociações são interrompidas por uma hora.

Esperava-se que os detalhes do negócio fossem anunciados antes do início do pregão, de acordo com as práticas normais de mercado.

A Xiaomi não respondeu imediatamente a um pedido da Reuters para comentar por que o negócio não foi anunciado até a hora do almoço.

Quando as ações voltaram a ser negociadas, caíram quase 12% antes de reduzir as perdas para fechar em queda de 7,1% a HK$ 24,3, menor nível desde 18 de novembro. Foi a ação mais negociada na bolsa de Hong Kong, de acordo com dados da Refinitiv, e a maior queda do índice índice HSI. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).