BC divulga lista das instituições que terão participação obrigatória em open banking

 BDMcIntosh/Getty Images
BDMcIntosh/Getty Images

O Banco Central incluiu todos os grandes bancos do país, entidades menores e cooperativas

O Banco Central divulgou hoje (4) a lista das 1.065 instituições que terão participação obrigatória no open banking, que será implementado no país a partir de 2021.

Todos os grandes bancos do país entram no grupo, também composto por instituições menores e cooperativas.

LEIA MAIS: Ibovespa fecha em alta e fica próximo de zerar perdas de 2020

O open banking dará aos clientes de instituições financeiras o poder sobre seus dados cadastrais e de transações como meio de fomentar a competição e acesso a serviços mais baratos e melhores.

A regulamentação do open banking já havia estipulado obrigatoriedade de participação das instituições enquadradas pelo BC nos segmentos 1 (S1) e 2 (S2)

Entram no S1 as instituições com porte igual ou superior a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) ou que exerçam atividade internacional relevante, independentemente do porte. Já o S2 é composto por instituições com porte inferior a 10%, mas superior a 1% do PIB.

Veja a lista completa das participantes obrigatórias do open banking

No fim de novembro, o BC anunciou o adiamento do pontapé inicial para a implementação do open banking para fevereiro de 2021. Antes, a primeira etapa do processo deveria ser concluída até 30 de novembro deste ano.

O prazo para a última etapa do open banking – entrada em vigor do compartilhamento de dados sobre produtos e serviços e dados de transações – era de 25 de outubro de 2021 e passou a ser 15 de dezembro do próximo ano.

Em nota, o BC afirmou que com os esforços necessários para o combate à pandemia da Covid-19, o governo entendeu que foram impactados os processos de trabalho nas instituições participantes do open banking.

LEIA TAMBÉM: Varejista de material de escritório e escolar Kalunga pede registro para IPO

“Também foi levada em consideração a necessidade de adaptação de sistemas das instituições em razão de outras ações regulatórias, a exemplo do Pix e do registro de recebíveis de cartão”, acrescentou a autoridade monetária.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).