Bitcoin supera os US$ 23 mil

Investidores estão vendo na criptomoeda uma proteção contra o risco de inflação.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Suriyapong Koktong / GettyImages
Suriyapong Koktong / GettyImages

Investidores estão vendo na criptomoeda uma proteção contra o risco de inflação

Acessibilidade


O bitcoin renovou sua máxima recorde hoje (17), apenas um dia após ultrapassar a marca de US$ 20 mil pela primeira vez na história, em meio ao crescente interesse de investidores institucionais.

A criptomoeda saltava cerca de 8% nesta manhã, a US$ 23,11 mil, acumulando valorização de mais de 200% este ano, impulsionada pela demanda de grandes investidores atraídos por seu potencial para ganhos rápidos e características de proteção contra a inflação.

Com a oferta de bitcoins limitada a 21 milhões, os investidores veem na criptomoeda uma proteção contra o risco de inflação, à medida que governos e bancos centrais abrem as torneiras de estímulo em resposta à pandemia de Covid-19.

“Haverá uma busca por moedas alternativas devido à constante desvalorização da moeda fiduciária”, escreveram analistas do Deutsche Bank em nota. “Parece que o bitcoin continuará em alta demanda.”

As criptomoedas surgiram há mais de uma década, mas rapidamente tornaram-se associadas ao crime, falhas de negociação, hacks e grandes oscilações de preços. Foi apenas nos últimos anos que eles começaram a atrair mais interesse mais amplo do público investidor.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O bitcoin continua menos regulamentado do que a maioria dos ativos tradicionais, mas os investidores institucionais começaram a abandonar o ceticismo em relação às criptomoedas, pois a melhor infraestrutura de mercado as torna mais acessíveis. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Compartilhe esta publicação: