Bolsonaro anuncia salário mínimo de R$ 1.100 a partir de 1º de janeiro

O reajuste representa um aumento de 5,26% em relação ao atual valor, de R$ 1.045.

Redação
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Adriano Machado
REUTERS/Adriano Machado

O reajuste representa um aumento de 5,26% em relação ao atual valor, de R$ 1.045

Acessibilidade


O presidente Jair Bolsonaro afirmou em sua conta no Twitter que assinaria ainda ontem (30) uma medida provisória que aumenta o salário mínimo no país para R$ 1.100,00 com vigência a partir de 1º de janeiro de 2021.

O reajuste representa um aumento de 5,26% em relação ao atual valor, de R$ 1.045.

“O valor de R$ 1.100,00 se refere ao salário mínimo nacional. O valor é aplicável a todos os trabalhadores, do setor público e privado, e também para as aposentadorias e pensões”, disse, em outra postagem.

Na nova versão do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as bases do Orçamento, encaminhada ao Legislativo no dia 15 de dezembro, o salário mínimo havia sido estipulado no documento em R$ 1.088. O valor anterior considerava sua correção pelo INPC em 2020, sem concessão de aumento real.

Em entrevista virtual, o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, afirmou pouco depois que o impacto para as contas públicas do reajuste do salário mínimo a partir de janeiro ficará em aproximadamente R$ 4 bilhões, ressalvando que a elevação está dentro do teto de gastos públicos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Se você comparar os valores, estamos falando de um aumento aqui aproximado de R$ 4 bilhões, então está dentro espaço do teto, acho que estamos bem embasados nisso e o respeito ao teto”, disse Sachsida, em entrevista virtual. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: