C6 Bank é o mais novo unicórnio brasileiro

Rodada de investimentos do banco digital elevou sua avaliação de mercado para US$ 2,1 bilhões.

Angelica Mari
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

O C6, sediado em São Paulo, afirma ter mais de 4 milhões de contas digitais abertas

Acessibilidade


O banco digital C6 Bank tornou-se o mais novo unicórnio do país, com valor de mercado fixado em R$ 11,3 bilhões de reais (US$ 2,1 bilhões), após nova rodada de financiamento anunciada na quarta-feira (2).

Mais de 40 investidores privados estiveram envolvidos no recente esforço de arrecadação de fundos da holding C6, que resultou em um aumento de capital de R$ 1,3 bilhão (US$ 252 milhões). O Credit Suisse atuou como agente financeiro da operação e seu presidente no Brasil, José Olympio Pereira, diz que notou um “enorme interesse” dos investidores na rodada.

VEJA TAMBÉM: Após receber aporte de R$ 1,3 bi, C6 Bank mira IPO em 2021

“Esse aumento de capital nos permite acelerar o crescimento do banco. Continuaremos investindo para expandir a base de clientes, concluir o desenvolvimento da plataforma de investimentos e avançar no desenvolvimento de novas linhas de negócios”, disse Marcelo Kalim, CEO do C6 Bank.

O C6, sediado em São Paulo, afirma ter mais de 4 milhões de contas digitais abertas. O número está muito longe do Nubank, o principal concorrente do novo unicórnio brasileiro, que afirma ter mais de 30 milhões de clientes .Entretanto, o banco digital liderado por Kalim cita dados de um estudo da McKinsey para ilustrar a trajetória ascendente da empresa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Segundo o estudo do Brazil Digital Report, o C6 é o banco brasileiro que mais cresce no segmento das entidades digitais. O banco foi lançado em agosto de 2019 e contava com um milhão de clientes em 31 de dezembro de 2019, ainda com dados do estudo, que considera o desempenho de seis concorrentes lançados no país entre 2014 e 2019.

Por outro lado, empresas como a Nubank, que iniciou sua operação no Brasil em 2013, já haviam estabelecido as bases para que outros recém-chegados bancos digitais, como o C6, pudessem reivindicar uma fatia do bolo do mercado local.

O C6 oferece uma gama de produtos bancários locais e internacionais, incluindo uma conta centralizada em dispositivos móveis, cartões de crédito e tag de pedágio sem mensalidade, bem como vários produtos de investimento. Em março, o C6 fechou parceria com a TIM, uma das principais operadoras de telefonia móvel do Brasil, para prestação conjunta de serviços financeiros.

A empresa também tem base nas Ilhas Cayman e operação de corretagem de valores em São Paulo e em Nova York, com foco em clientes institucionais. Além disso, a holding que possui o C6 também detém a PayGo, uma empresa de tecnologia de pagamento, bem como a Som.us, uma empresa de consultoria de seguros, a iniciativa de desenvolvimento de aplicativos de pagamento Setis e a IDEA9, voltada para tecnologia de educação.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: