Moody's melhora perspectiva de setor de rodovias pedagiadas no Brasil

Johnny Greig / GettyImages
Johnny Greig / GettyImages

Empresa prevê que em 2020 o tráfego em rodovias registre queda de 11% a 15%

A agência de classificação de risco Moody’s melhorou hoje (08) a perspectiva da indústria de rodovias pedagiadas no Brasil de ‘negativa’ para ‘estável’, prevendo crescimento de 7% a 12% no tráfego de rodovias em 2021.

No entanto, estima que a recuperação do próximo ano não deve ser suficiente para que o tráfego em rodovias pedagiadas alcance os níveis vistos antes da pandemia de Covid-19.

“Esperamos que o tráfego em 2021 alcance aproximadamente 95% dos níveis de 2019 e melhore gradualmente para os níveis pré-pandemia em 2022”, afirmou a analista da Moody’s Nicole Salum, em comunicado.

A Moody’s prevê que em 2020 o tráfego em rodovias registre queda de 11% a 15%.

Mais cedo, a Ecorodovias divulgou declínio de 7,7% no volume de tráfego consolidado de suas rodovias de 16 de março a 6 de dezembro, em relação a intervalo similar de 2019. (Com Reuters)


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).