Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA recuam, mas seguem em níveis muito altos

John Lamparski / GettyImages
John Lamparski / GettyImages

Pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 712 mil na última semana de novembro

O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego caiu na semana passada, mas permaneceu alto em meio a restrições comerciais generalizadas para desacelerar uma onda crescente de novas infecções por Covid-19, diante da falta de estímulo fiscal adicional.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 712 mil, em dado ajustado sazonalmente, na semana encerrada em 28 de novembro, em comparação com 787 mil na semana anterior, disse o Departamento do Trabalho dos EUA hoje (03). (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).