Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA têm nova alta

Pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 885 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 12 de dezembro.

Redação
Compartilhe esta publicação:
John Lamparski / GettyImages
John Lamparski / GettyImages

Pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 885 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 12 de dezembro

Acessibilidade


O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego pela primeira vez subiu inesperadamente na semana passada, já que um aumento implacável nas novas infecções por Covid-19 atrapalhou as operações empresariais, oferecendo mais evidências de que a recuperação da economia diante da recessão pandêmica está vacilando.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 885 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 12 de dezembro, em comparação com 862 mil na semana anterior, disse o Departamento do Trabalho dos EUA hoje (17).

Economistas consultados pela Reuters previam 800 mil solicitações na última semana. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Compartilhe esta publicação: