Ações da Tesla se recuperam e Musk volta ao posto de mais rico do mundo

Diferença entre a fortuna do bilionário dos veículos elétricos e de Jeff Bezos é de US$ 1,4 bilhão.

Sergei Klebnikov
Compartilhe esta publicação:
Pool/Getty Images
Pool/Getty Images

Musk ultrapassou Bezos pela primeira vez para reivindicar o título de pessoa mais rica do mundo na última sexta-feira (8)

Acessibilidade


O bilionário, CEO e cofundador da Tesla, Elon Musk, retomou a primeira posição da lista dos mais ricos do mundo depois que as ações da sua fabricante de veículos elétricos se recuperaram no pregão de hoje (12). Jeff Bezos vem logo na sequência. A diferença entre os dois é de “apenas” US$ 1,4 bilhão.

Os papéis da Tesla subiram 4,7% nesta terça-feira, o que adicionou US$ 7,8 bilhões ao patrimônio líquido de Musk, que agora tem uma fortuna estimada em US$ 183,8 bilhões. Segundo o levantamento da Forbes, a nova soma devolve Musk ao topo dos mais ricos do mundo, atrás do criador da potência varejista Amazon, que acumula US$ 182,4 bilhões.

VEJA TAMBÉM: Fortuna de Elon Musk diminui quase US$ 14 bilhões em um dia e bilionário volta a ser o segundo mais rico

Musk ultrapassou Bezos pela primeira vez para reivindicar o título de pessoa mais rica do mundo na última sexta-feira (8), mas caiu para o segundo lugar ontem (11), quando as ações da Tesla sofreram desvalorização de quase 8%.

Sua fortuna cresceu a uma taxa sem precedentes no ano passado, com aumento de cerca de US$ 160 milhões desde março de 2020, quando o patrimônio do bilionário foi estimado em US$ 24,6 bilhões. Grande parte desse aumento é pela valorização do preço das ações da Tesla, que subiram mais de 720% no acumulado de 2020. A fabricante de veículos elétricos também foi adicionada ao S&P 500 no final de dezembro de 2020, um movimento que elevou ainda mais o preço dos papéis.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

À medida que a Tesla alcançou novos patamares no ano passado, Musk recebeu diversas tranches no valor de bilhões de dólares cada. O conselho de diretores da Tesla normalmente tem que primeiro certificar a concessão de cada tranche e, em seguida, emitir uma declaração em um arquivo regulatório junto à SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos). Musk parece ser elegível para outra tranche de 8,44 milhões de ações – no valor de quase US$ 6,6 bilhões, com base na cotação de fechamento desta terça-feira. A Forbes ainda não contabilizou essa movimentação no patrimônio do bilionário porque o conselho não a certificou publicamente.

Musk ultrapassou primeiro o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, e, em seguida, o cofundador da Microsoft, Bill Gates, tornando-se a quarta e a terceira pessoa mais rica do mundo, respectivamente, em novembro de 2020. Segundo o levantamento da Forbes, Zuckerberg agora possui patrimônio líquido estimado em US$ 92,4 bilhões, enquanto Gates acumula US$ 121,6 bilhões. Um mês depois, Musk ultrapassou o bilionário francês das marcas de luxo Bernard Arnault (cuja fortuna é de US$ 151,4 bilhões) para se tornar a segunda pessoa mais rica do planeta.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: