BCE não deve cortar juros em luta contra pandemia

Foco do banco está em manter estáveis as condições de financiamento.

Compartilhe esta publicação:
YvesHerman/Reuters
YvesHerman/Reuters

Isso faria pouco para reanimar a economia da zona do euro atingida pela pandemia

Acessibilidade


É improvável que o Banco Central Europeu corte sua taxa de juros já em mínima recorde, uma vez que isso faria pouco para reanimar a economia da zona do euro atingida pela pandemia, disseram cinco fontes à Reuters, minimizando as preocupações com um euro forte.

Os operadores preocupados nesta semana quando o presidente do banco central holandês, Klaas Knot, disse que o BCE “tem espaço” para levar sua taxa de depósito, atualmente em -0,5%, ainda mais abaixo de zero, se necessário, para conter uma recuperação do euro.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

As fontes disseram que Knot havia levantado a questão do corte de juros na reunião de política monetária do BCE na semana passada, mas que a discussão foi “marginal” e não considerada parte da estratégia do BCE, que agora se concentra na compra de títulos e empréstimos baratos aos bancos.

As fontes observaram que o foco do BCE agora está em manter estáveis as condições de financiamento, ou seja, os rendimentos dos títulos e as taxas de empréstimos bancários, e disseram que a taxa de câmbio é uma questão secundária. (com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: