Boletim Focus: Selic e IPCA chegam a 3,50% e câmbio se mantém em R$ 5,00

Ueslei Marcelino / Reuters
Ueslei Marcelino / Reuters

O dólar se manteve em R$ 5 em relação à última semana, expectativa que é mantida para o próximo ano

A projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2021 aumentou a 3,49%, de 3,45%, na última semana, e permaneceu em 2,50% para 2022, de acordo com o levantamento semanal do Banco Central, o Focus, de hoje (18). O movimento acompanha a melhora do cenário para a produção industrial, cujo aumento neste ano passou a ser calculado em 5,03%, de 5,0% no levantamento da semana passada.

O Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou na última quarta-feira (20) a primeira decisão do ano sobre a Selic, que manteve a taxa na mínima de 2%. A expectativa para o fim do ano, no entanto, está em 3,50%, de 3,25% na última semana.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Já a perspectiva para a inflação em 2021 passou a 3,50%, de 3,43% no levantamento anterior, com a alta do IPCA em 2022 ainda calculada em 3,50%. O centro da meta oficial para 2021 é de 3,75% e para 2022 é de 3,50%, sempre com margem de tolerância de 1,5% acima ou abaixo. Neste caso, o aumento acompanha a expectativa de alta mais acentuada dos preços administrados este ano, de 4,39% contra 4,20% de elevação na semana passada.

Além disso, a Dívida Líquida Pública registrou baixa a 64,45% de 64,95%, porcentagem referente ao total do PIB do país, e é calculado em 66% para 2022. Por fim, o dólar se manteve em R$ 5 em relação à última semana, expectativa que é mantida para o próximo ano. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).