Ibovespa despenca com risco fiscal no radar e exterior negativo

O Ibovespa abre o último pregão da semana em forte queda, recuando 1,78% aos 116.225 pontos às 10h20, horário de Brasília. A renovação do movimento de realização de lucros observado nos últimos dias tem como catalisador as incertezas sobre as contas públicas e o ritmo da vacinação no Brasil. Ontem, o mercado reagiu mal a declaração do candidato à presidência do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que sinalizou um retorno do auxílio emergencial logo após a eleição interna no Congresso.

O agravamento da crise sanitária em meio à percepção de desorganização no governo no que tange às vacinas e à condução geral da pandemia tem tido efeitos sobre a popularidade do presidente Bolsonaro e, por sua vez, alimentado temores no mercado de criação de mais despesas, o que ameaçaria o teto de gastos, visto pelo mercado como âncora fiscal do país.

“O quadro sanitário não dá sinais claros de melhora enquanto o governo segue encontrando diversas barreiras para dar andamento à campanha de vacinação contra o coronavírus. Desta forma, o investidor deverá seguir avaliando de maneira cautelosa os desenvolvimentos em torno da campanha de imunização enquanto avalia os riscos de um novo atraso tanto na esfera social como na fiscal”, disse Victor Beyruti, economista da Guide.

O dólar sobe firme contra o real na manhã de sexta-feira, com a recuperação da divisa norte-americana no exterior somando-se aos receios em torno do agravamento da pandemia e dos riscos fiscais domésticos. Também às 10h20, o dólar tinha alta de 0,95% e era negociado a R$ 5,41 na venda.

No exterior, o viés também é negativo. A atividade econômica na zona do euro encolheu com força em janeiro, com o PMI Composto da região indo a 47,5 em função dos lockdowns para conter a segunda onda de contaminações por Covid-19. Os dados pressionam as Bolsas europeias que operam todas com perdas na sessão. Os contrato futuros dos índices em Wall Street também trabalham em queda, apesar da expectativa de que o presidente Joe Biden emita hoje importantes decretos econômicos impactando, principalmente, as famílias norte-americanas nas menores faixas de renda.

O Dow Jones perdia 0,76% aos 30.843 pontos e o europeu Stoxx 600 recuava 0,95% aos 405 pontos no mesmo horário. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).