Lucro da Blackstone salta 60% no 4° tri com venda de ativos

Divulgação/Forbes

A Blackstone, maior gestora mundial de ativos alternativos, disse hoje (27) que seu lucro no quarto trimestre saltou 60% na comparação ano a ano, impulsionado por um aumento nas vendas de ativos em suas linhas de negócios imobiliários e de private equity, que foram parcialmente anulados por despesas de compensação.

O lucro distribuível – caixa disponível para pagar dividendos aos acionistas – totalizou US$ 1,46 bilhão, ante US$ 914 milhões um ano antes. Isso se traduziu em lucro distribuível de US$ 1,13 por ação, superando a estimativa média dos analistas de US$ 0,89, de acordo com dados da Refinitiv.

Durante o trimestre, a Blackstone concluiu a venda de US$ 14,6 bilhões da BioMed Realty Trust, a maior proprietária privada de prédios de consultórios médicos dos EUA, e o desinvestimento de sua participação de 36% na seguradora britânica Rothesay Life.

Um forte aumento na receita de investimentos ajudou a Blackstone a reportar uma receita líquida de US$ 748,9 milhões sob os princípios contábeis geralmente aceitos (GAAP), um aumento de 55% em relação ao ano anterior.

A Blackstone disse que seu portfólio de private equity valorizou-se 10,6% no trimestre, em comparação com um aumento de 11,7% no índice de ações S&P 500 no mesmo período.

Os ativos totais sob gestão da Blackstone aumentaram para US$ 618,6 bilhões, acima dos US$ 584,4 bilhões no trimestre anterior, impulsionados pela forte captação de fundos. A gestora encerrou o trimestre com US$ 147,7 bilhões em recursos captados mas que não foram alocados ainda e estão no caixa (unspent capital).

A Blackstone disse que pagaria um dividendo trimestral de US$ 0,96 por ação. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).