Lucro do Goldman Sachs salta com trading e atividade de fusão e aquisição

Desempenho acompanhou os ganhos mais amplos das áreas de trading de Wall Street.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Forbes/Reprodução

Acessibilidade


O Goldman Sachs reportou um salto de 153% no lucro do quarto trimestre, impulsionado por outro desempenho robusto da sua área de negociação, bem como aumento nas atividades de fusão e aquisição, de acordo com balanço divulgado hoje (19). A receita total aumentou 18%, para US$ 11,74 bilhões.

O lucro líquido do banco aplicável aos acionistas ordinários aumentou para US$ 4,36 bilhões no trimestre encerrado em dezembro, ante US$ 1,72 bilhão, em 2019. O lucro por ação subiu para US$ 12,08, de US$ 4,69. Os analistas esperavam um lucro de US$ 7,47 por ação, em média, de acordo com a estimativa do IBES da Refinitiv.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O desempenho do Goldman acompanhou os ganhos mais amplos das áreas de trading dos bancos de Wall Street, com o JPMorgan Chase, relatando resultados mais fortes do que o esperado, já que os volumes do mercado financeiro permaneceram consistentemente altos.

O gigante de Wall Street também se beneficiou de níveis recordes de atividade nos mercados de capitais durante o trimestre, com receitas consideráveis de ofertas de ações das quais atuou como coordenador, incluindo Airbnb, Doordash, Lufax e Root. (com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: