Manifestantes pró-Trump invadem Capitólio dos EUA

Jonathan Ernst/Reuters
Jonathan Ernst/Reuters

Manifestantes pró-Trump protestam do lado de fora do Capitólio, em Washington

Manifestantes favoráveis ao presidente Donald Trump invadiram o prédio do Congresso dos Estados Unidos hoje (6), na esteira de um protesto contra a vitória do democrata Joe Biden para a Presidência do país, rompendo as barricadas de segurança, no momento em que os parlamentares norte-americanos debatiam a certificação da vitória eleitoral de Biden.

O Senado e a Câmara, que estavam avaliando objeções à vitória do democrata, interromperam, de forma abrupta e inesperada, o debate.

LEIA MAIS: Por que Donald Trump continua bilionário mesmo com as dívidas?

TRUMP DISCURSA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um discurso a milhares de apoiadores, incluindo membros de grupos da extrema-direita, durante protesto em Washington contra sessão do Congresso, hoje, para confirmar sua derrota eleitoral para o democrata Joe Biden em novembro.

A uma curta caminhada, centenas de apoiadores de Trump derrubaram barricadas e entraram em confronto com a polícia no Capitólio dos EUA, onde o Congresso se reunia, escalando as estruturas erguidas para a inauguração da cerimônia de posse de Biden em 20 de janeiro e desfraldaram bandeiras. A polícia usou gás lacrimogêneo e spray de pimenta em alguns dos manifestantes.

Trump, que tem passado grande parte de seu tempo desde a eleição de 3 de novembro tentando reverter os resultados, disse falsamente que venceu ao discursar em um palco ao ar livre perto da Casa Branca, para a qual Biden se mudará em duas semanas.

Manifestantes reunidos na “Marcha Salve a América” usavam bonés de beisebol vermelhos e aplaudiam enquanto Trump repetia teorias da conspiração infundadas que têm consumido seus últimos dias no cargo –um período em que as infecções por coronavírus aumentaram nos Estados Unidos.

“Você não cede quando há roubo envolvido”, disse Trump, após os alto falantes reproduzirem uma série de baladas poderosas de Elton John e Phil Collins. “Nosso país está farto e não vamos aguentar mais.”

Por mais de uma hora, o republicano proferiu queixas familiares à mídia e Hillary Clinton, sua rival democrata na eleição de 2016, e encantou a multidão ao chamar as vitórias democratas de produto do que chamou de “explosões de mentira”.

“Mentira! Mentira! Mentira!” gritou a multidão em resposta. A maioria não usava as máscaras recomendadas por especialistas em saúde para conter a disseminação da Covid-19, que já matou mais de 350.000 norte-americanos.

O Congresso deveria confirmar hoje a vitória de Biden. Muitos dos correligionários republicanos de Trump prometeram um esforço de obstrução que poderia esticar os procedimentos após a meia-noite, mas é quase certo que fracassará. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).