Minério de ferro cai na China com pressão no mercado siderúrgico e temor por coronavírus

Queda no valor do minério acompanha aumento nos estoques.

Redação
Compartilhe esta publicação:
John Banagan / GettyImages
John Banagan / GettyImages

O recuo, nas cotações de itens siderúrgicos, veio na esteira do aumento de estoques acumulado pela segunda semana consecutiva, devido à redução na demanda sazonal.

Acessibilidade


Os contratos futuros do minério de ferro negociados na China recuaram hoje (11) em meio a um movimento de baixa entre os preços de produtos siderúrgicos e preocupação ante o aumento nas infecções por coronavírus no país.

O minério de ferro na bolsa de Dalian encerrou as negociações com queda de 1,7%, a 1.046 iuanes por tonelada, enquanto o coque (técnica industrial para o aperfeiçoamento da fabricação do ferro) recuou 3,8% para 2.844 iuanes. O recuo, nas cotações de itens siderúrgicos, veio na esteira do aumento de estoques acumulado pela segunda semana consecutiva, devido à redução na demanda sazonal.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações
A partir de 7 de janeiro, os estoques de metais industriais ficaram 5% a mais que na primeira semana de 2021, mostraram dados da consultoria Mysteel. Os estoques de vergalhões de aço para construção subiram também 5%.

Enquanto isso, a China continental reportou 103 novos casos de coronavírus ontem (10), o maior aumento diário em mais de cinco meses. A principal província siderúrgica de Hebei teve 82 novos casos, respondendo por 96% do total de infecções locais confirmadas, alimentando preocupações sobre a produção e logística das siderúrgicas.

As taxas de utilização da capacidade em 163 altos-fornos em toda a China caíram para 83,3% na semana passada, o nível mais baixo desde 10 de abril de 2019, de acordo com a Mysteel. (com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: