"País quebrado" foi jargão popular e Bolsonaro está comprometido com fiscal, diz Sachsida

Sachsida também mencionou que o presidente da república já sinalizou, em outras oportunidades, apoio ao mecanismo do teto de gastos .

Redação
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Bruno Domingos
REUTERS/Bruno Domingos

Sachsida também mencionou que o presidente da república já sinalizou, em outras oportunidades, apoio ao mecanismo do teto de gastos

Acessibilidade


O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, afirmou hoje (8) que o presidente Jair Bolsonaro está comprometido com a agenda de consolidação fiscal, mencionando que o encerramento no último dia 31 do programa emergencial criado em razão da pandemia sinaliza comprometimento com as contas públicas.

“Havia clamor de vários setores da sociedade pela prorrogação do auxílio emergencial. O presidente foi lá e vetou. Quer mais do que isso como prova de que presidente está alinhado com agenda de consolidação?”, pontuou Sachsida, também mencionando que Bolsonaro já sinalizou, em outras oportunidades, apoio ao mecanismo do teto de gastos.

Sachsida comentou ainda fala do presidente Bolsonaro na última terça, quando disse que o Brasil estava “quebrado”.

“Foi apenas um jargão popular para endereçar um problema que, sejamos francos, todos temos conhecimento…que se refere à situação fiscal delicada da economia brasileira”, disse Sachsida. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: