Bitcoin é negociado acima dos R$ 300 mil no Brasil e supera US$ 55 mil no exterior

SuriyapongKoktong_EyeEm_GettyImages
SuriyapongKoktong_EyeEm_GettyImages

Efeito Tesla segue impulsionando o BTC. Na segunda (15), a criptomoeda operava na faixa dos US$ 46 mil

Os preços do bitcoin atingiram novas máximas hoje (19) no Brasil e no exterior, na esteira do avanço na entrada de investidores institucionais no universo das criptos e das expectativas inflacionárias no cenário doméstico e internacional.

Às 16h24, horário de Brasília, o bitcoin era negociado em alta de 5,79% a R$ 301 mil. No exterior, o dia também era de recordes, com a cripto batendo a marca dos US$ 55 mil no mesmo horário.

A disparada dos preços dos últimos dias -na segunda-feira (16) a unidade do BTC valia US$ 46 mil- é impulsionada pelo movimento capitaneado pela Tesla, avalia Vinicius Frias, CEO da Alter.

No início da mês, a companhia de carros elétricos de Elon Musk anunciou a compra de US$ 1,5 bilhão em bitcoins e planos para começar a aceitar em breve a cripto como meio de pagamento. 

Ricardo Dantas, coCEO da Foxbit, avalia que o aumento dos preços é ainda consequência do halving em 2020 (entenda o que é e como funciona o halving). “As boas notícias dos grandes investidores e empresas têm acelerado bastante esse processo. Dessa vez esta bem diferente do que aconteceu em 2017/2018”, comenta.

No início desta semana, o analista CNPI e colunista da Forbes, Eduardo Mira, fez uma análise sobre o momento do bitcoin, riscos e oportunidades da cripto.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).