Boletim Focus: Mercado eleva previsão para Selic em 2021 a 3,75%

Movimento ocorre diante da elevação da inflação que, com alta no IPCA, é calculada em 3,62% para este ano.

Redação
Compartilhe esta publicação:
AdrianoMachado/Reuters
AdrianoMachado/Reuters

Movimento ocorre diante da elevação da inflação que, com alta no IPCA, é calculada em 3,62% para este ano

Acessibilidade


O mercado elevou a expectativa para a taxa básica de juros neste ano, ao mesmo tempo que deu continuidade à tendência de elevação da projeção da inflação, de acordo com a pesquisa Focus divulgada pelo Banco Central hoje (17).

O levantamento semanal apontou que a expectativa para a Selic aumentou a 3,75% no final de 2021, ante 3,50% antes. Para 2022, segue projeção de juros básicos a 5,0%. A meta Selic está atualmente na mínima recorde de 2,00%.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O movimento ocorre na esteira da sexta elevação seguida na conta para a inflação que, com a alta do IPCA, agora é calculada em 3,62% para este ano, de 3,60% na semana anterior. Para 2022, os economistas ainda veem inflação de 3,49% na mediana das projeções.

A pesquisa do BC mostrou que o cálculo da alta dos preços administrados em 2021 aumentou em 0,16%, chegando a 4,60%. Para 2022, o aumento foi de 0,14%, para 3,94%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O centro da meta para a inflação em 2021 é de 3,75%. Para 2022, o objetivo é de IPCA em ​3,50%. Em ambos os anos a margem de tolerância é de 1,5% acima ou abaixo.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa de crescimento neste ano caiu pela segunda vez seguida, a 3,43%, de 3,47% no levantamento anterior, permanecendo em 2,50% para 2022. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: