Diretoria da Petrobras contribuirá para troca de comando "suave e eficiente"

REUTERS/SergioMoraes
REUTERS/SergioMoraes

Segundo o CEO, a diretoria irá trabalhar normalmente pelo menos até 20 de março, inclusive no que diz respeito a paridade nos preços de importação

A atual diretoria da Petrobras ficará pelo menos até o fim de seu mandato, em 20 de março, e está disposta a contribuir para que a troca de comando seja feita de maneira “suave e eficiente”, afirmou hoje (25) o presidente da companhia, Roberto Castello Branco.

Em videoconferência com analistas de mercado, o executivo frisou ainda que está disposto a ajudar no processo de transição da presidência da empresa para o indicado do presidente, general Joaquim Silva e Luna. “Estaremos dispostos a fazer (a transição) de maneira mais suave e eficiente”, afirmou, ao explicar que ainda não tem informações sobre como se dará o processo.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Segundo ele, os diretores ficarão até o final do mandato e depois aguardarão as decisões do novo comando. “Nós iremos a trabalhar normalmente pelo menos até 20 de março, o que estamos fazendo não mudará, inclusive no que diz respeito a paridade nos preços de importação“, afirmou ele, na apresentação dos resultados da empresa em 2020.

Ao abrir a reunião, o presidente da Petrobras afirmou que estratégia traçada pela Petrobras pela atual administração jamais deixou de ser seguida e defendeu sua política de preços de combustíveis. “É surpreendente, em pleno século XXI, dedicarmos tanto tempo à discussão sobre regra da paridade de importação de combustíveis”, afirmou.

O executivo destacou que é preciso seguir paridade de importação de combustíveis, uma vez que esses produtos são commodities internacionais e boa parte da dívida da estatal é em dólar. Segundo ele, os preços abaixo do mercado internacional geram consequências negativas.

Em 2020, o valor da gasolina da Petrobras teve uma queda de 4% enquanto o diesel caiu 13%, segundo apresentação publicada pela empresa. Segundo a companhia, em 2021 foram realizados ajustes adicionais na gasolina, diesel e GLP, “em linha com a política adotada ao longo de 2020”. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).