Economia da França deve crescer 1,5% no 1º trimestre, diz agência de estatísticas

REUTERS/Stephane Mahe
REUTERS/Stephane Mahe

A segunda maior economia da zona do euro contraiu 1,3% no quarto trimestre de 2020

A economia da França deve crescer 1,5% neste trimestre em relação aos três meses anteriores se as restrições pelo coronavírus permanecerem nos níveis atuais, projetou hoje (4) a agência de estatísticas INSEE.

A segunda maior economia da zona do euro contraiu 1,3% no quarto trimestre, quando a França enfrentou um mês de lockdown em novembro, seu segundo em 2020 para conter a disseminação da Covid-19.

As restrições foram aliviadas em dezembro, mas um toque de recolher às 18h foi adotado em janeiro uma vez que a taxa de infecção começou a subir de novo.

Embora o governo tenha evitado até agora adotar um terceiro lockdown, muitos restaurantes, hotéis e instalações culturais já estão fechados enquanto os trabalhadores que podem ficam em casa.

Se o governo adotar um terceiro lockdown de um mês, então a economia deve estagnar neste trimestre e recuar 1% no caso de medidas de restrição por sete semanas, estimou a INSEE. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).