FMI apela para que Rússia reduza juros em 2021

REUTERS/Maxim Shemetov
REUTERS/Maxim Shemetov

O fundo disse que a redução da taxa básica para 3,75% é necessária neste ano

A Rússia deveria considerar corte de sua taxa básica de juros em 50 pontos-base neste ano para evitar que a inflação caia abaixo da meta de 4% do banco central, disse o Fundo Monetário Internacional (FMI) hoje (9).

O banco central do país reduziu os juros para uma mínima recorde no ano passado e deve manter sua taxa básica em 4,25% nesta sexta, com a aceleração da inflação e um rublo enfraquecido limitando o espaço para mais flexibilização monetária, mostrou uma pesquisa da Reuters.

O banco central espera que a inflação, que acelerou para 5,2% em janeiro, atinja seu pico em fevereiro. O FMI atribuiu a inflação atualmente acima da meta a pressões de curto prazo causadas pelo rublo fraco, mas disse esperar que a inflação caia para 3,5% no final de 2021 sem flexibilização monetária.

A fim de responder melhor a choques futuros, o FMI disse que a redução da taxa básica para 3,75% é necessária neste ano, embora isso possa trazer riscos inflacionários. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).