Guedes diz que governo tem como reagir rapidamente à outra crise

AndreCoelho/GettyImages
AndreCoelho/GettyImages

O ministro ainda reforçou a necessidade de um quadro fiscal robusto para a recuperação da economia

“Se a pandemia ameaçar o país, o governo já sabe como reagir dentro do protocolo”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, ontem (4), que argumentou que a experiência adquirida em 2020 permitirá uma resposta rápida se necessário, mas para isso é necessário um robusto quadro fiscal.

“Com a ideia de que a economia estava retomando e que a doença estava descendo, os programas foram calibrados até o final do ano”, informou Guedes ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que se encontrou com ele no Ministério da Economia no final da noite.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“Se o Congresso acionar o estado de emergência ou de calamidade pública, com toda a experiência que nós tivemos, nós temos condições de reagir rapidamente à crise”, explicou. Mas o ministro ressalvou que é importante que exista um quadro de recuperação das finanças.

Guedes disse que já existe orçamento para as famílias já beneficiadas pelo Bolsa Família e que o que se busca é atender os chamados invisíveis, quase 40 milhões de pessoas. “Nós temos como orçamentar isso, desde que seja dentro de um novo marco fiscal, robusto o suficiente para enfrentar eventuais desequilíbrios”, acrescentou.

O ministro também citou medidas que não têm impacto fiscal que podem ser tomadas, como a antecipação do décimo terceiro salário para aposentados.

Guedes se reuniu primeiramente com o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), e depois com Pacheco. Os dois foram eleitos para comandar as duas Casas do Congresso na segunda-feira (1°) e vêm defendendo desde a campanha eleitoral a necessidade de retomada de algum tipo de ajuda aos vulneráveis.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).