IPC-Fipe sobe a 0,86% em janeiro com alimentos e saúde em destaque

PauloWhitaker/Reuters
PauloWhitaker/Reuters

Maior impacto foi resultado da alta de 1,50% do grupo alimentação

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo acelerou a alta a 0,86% em janeiro após subir 0,79% no mês anterior, com os preços de saúde e alimentação em destaque, segundo dados divulgados hoje (3) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O maior impacto no mês de janeiro foi exercido pela alta de 1,50% dos alimentos, embora tenha desacelerado de 2,08% em dezembro. Já a saúde foi a maior variação registrada, cujos preços saltaram 2,12% em janeiro, em relação a 0,33% em dezembro. Na outra ponta, os custos de despesas pessoais recuaram 1,12%, no primeiro mês do ano.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O IPC-Fipe mede as variações mensais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).