Novas escolhas de Buffett, Verizon e Chevron aumentam em US$ 15 bilhões valor de mercado após anúncio de investimento

Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, aumenta aposta em ações cíclicas com novos investimentos nas empresas.

Jonathan Ponciano
Compartilhe esta publicação:
Daniel Zuchnik/GettyImages
Daniel Zuchnik/GettyImages

Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, aumenta aposta em ações cíclicas com novos investimentos nas empresas

Acessibilidade


As ações da Chevron e da Verizon estão subindo nesta quarta (17), apesar do recuo no mercado em Wall Street. As altas acontecem depois que a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, divulgou novos investimentos bilionários nas empresas, aumentando as expectativas entre os especialistas de que as ações cíclicas – e não ações de tecnologia – irão liderar o mercado em 2021.

Fatos chave

As ações da Verizon subiam mais de 4% no início da manhã em Nova York, elevando a capitalização de mercado da empresa para mais de US$ 9 bilhões, depois que um documento mostrar que a Berkshire fez da empresa de telecomunicação com baixo desempenho seu maior novo investimento no final do ano passado.

A Berkshire comprou quase 147 milhões de ações da Verizon nos últimos seis meses de 2020, uma parcela das ações valendo mais de US$ 8,6 bilhões no final do ano passado. As ações da Verizon caíram 2% nos últimos 12 meses.

As ações da gigante do petróleo Chevron, por sua vez, subiam quase 3% também hoje – representando cerca de US$ 5 bilhões em valor de mercado agregado – depois que a Berkshire divulgou a aquisição de cerca de 48,5 milhões de ações no valor de quase US$ 4,1 bilhões no final do ano passado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em relação ao ano passado, os papéis da Chevron recuam cerca de 13% em relação ao ano passado, enquanto o S&P 500 e o Dow Jones subiram 16% e 8%, respectivamente.

Entre os novos investimentos da Berkshire, o menor é a Marsh & McLennan, sediada em Nova York, que recebeu aporte de US$ 500 milhões em 31 de dezembro. Hoje, a empresa valorizava 1,4%, o que significa cerca de US$ 700 milhões em valor de mercado.

Os novos investimentos da Berkshire destacam uma rotação de mercado focada em ações de valor de setores duramente atingidos pela pandemia (como energia, finanças e serviços públicos) ante ações de tecnologia, que levaram o mercado a novas máximas nos últimos anos.

Grande cifra

US$ 93,1 bilhões. É quanto vale Buffett, de 90 anos, que ainda dirige a Berkshire como CEO. Cerca de 99% de sua fortuna está ligada a ações da Berkshire.

Contexto de mercado

O ano passado foi péssimo para setores cíclicos, como energia e finanças, que tendem a apresentar desempenho superior durante os períodos de prosperidade econômica e cair fortemente durante as recessões. Mas alguns especialistas acreditam que haverá uma reviravolta à medida que a disseminação da vacinação se tornar realidade.

Em nota recente a clientes, analistas do Bank of America disseram que finanças e energia são seus dois principais setores para 2021, chamando-os de “novas ações de crescimento”.

O Morgan Stanley reiterou essa opinião na terça, dizendo que o banco continua a recomendar “uma barra de ações em crescimento e áreas pró-cíclicas do mercado como a melhor forma de participar do mercado em alta e, ao mesmo tempo, se proteger contra os riscos inerentes.”

O indicador de mercado favorito de Buffett –uma razão simples entre o valor total do mercado de ações sobre o Produto Interno Bruto anual–, atingiu níveis históricos durante a pandemia e, atualmente, está em recorde de 199%. Um ano após o estouro da bolha das PontoCom, Buffett disse que as altas sem precedentes na métrica (então cerca de 160%) deveriam ter servido como um forte sinal de alerta: “Se a proporção se aproximar de 200% – como aconteceu em 1999 e em parte do ano 2000 – você está brincando com fogo “, disse ele.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: