Regulador canadense aprova 1º ETF de bitcoin do mundo

A moeda acumula valorização de 63% neste ano.

Redação
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Eric Gaillard
REUTERS/Eric Gaillard

A moeda acumula valorização de 63% neste ano

Acessibilidade


O principal órgão de regulação dos mercados de capitais do Canadá aprovou o lançamento do primeiro fundo ETF de bitcoin, afirmou um gestor hoje (12). O lançamento deve dar aos investidores maior acesso à criptomoeda que tem acumulado alta explosiva desde o ano passado.

A Ontario Securities Commission (OSC) aprovou o lançamento do Purpose Bitcoin ETF, afirmou a gestora de ativos Purpose Investments, sediada em Toronto. A OSC confirmou a aprovação do produto, segundo comunicado enviado à Reuters.

“O ETF será o primeiro do mundo a investir diretamente em bitcoin, não em derivativos, permitindo aos investidores acesso mais fácil e eficiente a essa classe de ativos”, disse a Purpose Investments.

Investidores têm negociado bitcoins por meio de contratos futuros na bolsa de derivativos de Chicago CME. Eles também podem comprar fundos de investimentos, como o Bitcoin Fund, na bolsa de Toronto.

Um ETF pode oferecer algumas vantagens aos investidores, como compra a um valor líquido em vez de com prêmio, disse Arthur Salzer, presidente-executivo da Northland Wealth Management

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Acho que a OSC está tomando a decisão correta ao permitir este ETF”, disse Salzer. “Ele elimina alguns pontos negativos dos atuais fundos.”

Nesta sexta, o bitcoin bateu novo recorde, a US$ 48.975. A moeda acumula valorização de 63% neste ano após alta de 1.130% desde meados de março passado. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: