18 Mulheres para acompanhar no mercado financeiro

Executivas, empreendedoras, economistas e influencers: referências femininas no mercado financeiro abrem caminho para novas gerações de mulheres.

Ana Paula Pereira e Iasmin Paiva
Compartilhe esta publicação:
Divulgação/XP
Divulgação/XP

Executivas, empreendedoras, economistas e influencers: referências femininas no mercado financeiro abrem caminho para novas gerações de mulheres

Acessibilidade


O mercado financeiro brasileiro vem passando por uma profunda transformação. Fruto, é verdade, da redução na taxa básica de juros da economia, mas também da ampliação no acesso à educação financeira, entre outros fatores. A força desse movimento é constatada na avalanche de IPOs e no crescimento dos investidores pessoas físicas na Bolsa. Considerando apenas o público feminino na B3, os CPFs inscritos cresceram mais de cinco vezes entre 2018 e março de 2021, saltando de 179 mil para 924 mil no período, e representando 26,6% do total de investidores atuais.

Apesar da evidente evolução, há uma maratona a ser vencida e a representatividade das mulheres na força de trabalho do setor é fator determinante para se alcançar ainda mais o público feminino. Estudo conduzido pela Harvard Business School apontou que, nos EUA, as mulheres ocupam apenas 9% dos cargos na indústria de venture capital, 6% em private equity e 11% das posições de gestão nos fundos de investimentos no país, colocando a participação feminina na maior indústria financeira do mundo atrás de profissões como o direito e a medicina.

No Brasil, levantamento da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) de 2020 revelou situação semelhante: as mulheres representavam apenas 6% dos profissionais com Certifição de Gestores de Carteiras Anbima (CGA), voltada para quem deseja atuar na gestão de fundos e carteiras de investimentos.

Os desafios à participação das mulheres nos investimentos e profissionalmente no mercado financeiro ainda são muitos e profundos, com raízes históricas que permeiam a sociedade brasileira e a estrutura do mercado de trabalho, mas cada vez menores graças ao crescimento, também gradual, da mão de obra feminina no setor.

A Forbes elaborou uma seleção com nomes pioneiros no mercado financeiro, que abriram caminho para outras mulheres e investiram o seu maior ativo, o tempo, para compartilhar conhecimento e inspirar outras centenas de milhares de brasileiras a trilhar o mesmo caminho.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
  • Zeina Latif, economista

    Considerada uma das economistas mais respeitadas e influentes do Brasil, Zeina Latif foi economista-chefe da XP Investimentos entre 2014 e 2020, além de ter passagens pelo HSBC, ING e Royal Bank of Scotland. É mestre e doutora em economia pela Universidade de São Paulo (USP), onde também já trabalhou como pesquisadora. Chegou a ser cotada para o cargo de diretora do Banco Central e, atualmente, atua como consultora na Gibraltar Consultoria.

    Divulgação
  • Ana Karina Bortoni, CEO do banco BMG

    Mestre em química, Ana Karina Bortoni é CEO do Banco BMG desde janeiro de 2020. De 2000 a 2019, trabalhou na McKinsey & Company, empresa de consultoria empresarial norte-americana. É conselheira do Iguatemi e, em 2019, ganhou o Selo WOB (Women on Board) em evento da ONU Mulheres, que atua no incentivo da participação de mulheres em conselhos de administração.

    Divulgação
  • Marina Cançado, head de sustainable wealth da XP Private

    Há mais de uma década, Marina dedica sua vida à missão de redirecionar os fluxos de capital para soluções sociais e ambientais. Entre diversos cursos e especializações, Marina possui em seu currículo certificados de instituições como FGV, Harvard, Singularity, Stanford University, MIT Sloan School of Management e ESPM. A atual head de sustentabilidade wealth da XP Private, iniciou sua carreira no setor público, desenvolvendo o programa de educação financeira para beneficiários do Bolsa Família e atuando no Conselho Consultivo da Presidência da República.

    Divulgação
  • Luciana Seabra, CEO da Spiti

    Considerada uma das maiores especialistas em fundos de investimentos do Brasil, Luciana é jornalista, mestre em economia e analista CNPI. Reconhecida por seu trabalho voltado à educação de investidores, há cinco anos lançou a Empiricus, primeira publicação dedicada ao investidor brasileiro pessoa física. É fundadora da Spiti, sua casa de análises.

    Facebook
  • Lara Lemann, fundadora da Maya Capital

    Lara Lemann é fundadora da Maya Capital, fundo de investimentos de venture capital que já levantou mais de US$ 40 milhões e realizou aportes em empresas como a NotCo, a Trybe e a Kovi. Formada pela Columbia University em Nova York, em 2016 integrou o programa global de trainees da Ambev e atuou como investidora anjo desde 2015 até 2018.

    Divulgação
  • Ana Laura Magalhães Barata, sócia da XP Investimentos e fundadora do Explica Ana

    Mestre em Economia Política Internacional pela Universidade Federal de Uberlândia, Ana Laura Magalhães começou no mercado financeiro como assessora na XP Investimentos, onde atualmente é sócia. Após ter acumulado uma carteira de R$ 400 milhões em dois anos, surgiu a ideia de mesclar o que aprendeu sobre finanças com sua experiência de mundo em outras áreas e criou o canal @explicaana. Nas redes sociais, ela conscientiza seu público sobre investimentos e ajuda a desmistificar o mercado financeiro.

    Forbes
  • Louise Barsi, cofundadora do Ações Garantem Futuro

    Analista CNPI e economista, Louise Barsi é cofundadora do Ações Garantem Futuro (AGF), empresa voltada para a difusão da metodologia de investimentos criada pelo seu pai, Luiz Barsi, conhecido como o Warren Buffett brasileiro. Além da atuação no AGF, Louise tem cadeira no conselho administrativo da Eternit e nos conselhos fiscais da Klabin e do Banco Santander.

    Forbes
  • Thereza Moreno, vice-presidente Financeira da Prudential do Brasil

    Com 28 anos de atuação na indústria de seguros brasileira, Thereza é graduada em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atua como vice-presidente Financeira da Prudential do Brasil há quase cinco anos, após passar por outros cargos na companhia. Além da liderança e reconhecimento no setor, é engajada na inclusão e diversidade de gênero e racial no mercado financeiro.

    Divulgação
  • Kelly Gusmão, sócia-fundadora da Warren

    Kelly é atualmente Chief People Officer (CPO) da Warren, área que escolheu se dedicar na corretora após anos de atuação em Wall Street. É criadora do Warren Equals, ação elaborada com o objetivo de aproximar as mulheres do mercado financeiro e que deu origem ao fundo de investimentos do mesmo nome, pioneiro no Brasil em investir em empresas com políticas de equidade de gênero.

    Divulgação
  • Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank

    Cristina Junqueira é formada em engenharia de produção pela USP e, antes de fundar o Nubank, passou por empresas como o Itaú Unibanco, Booz Allen Hamilton e Boston Consulting Group. Possui MBA em finanças e marketing pela Kellogg School of Management e é considerada uma das vozes femininas mais relevantes no mercado financeiro brasileiro.

    Forbes
  • Nathalia Arcuri, CEO na Me Poupe!

    Nathalia é jornalista e CEO na Me Poupe!, empresa que nasceu do seu trabalho como influencer no YouTube. Na plataforma, Nathalia tem quase 6 milhões de seguidores, foi pioneira ao falar sobre educação financeira nas redes sociais e, por isso, é considerada uma das maiores vozes no assunto no Brasil. Possui pós-graduação pelo Insper e pela Harvard Business School e, em 2019, apresentou um reality show em TV aberta sobre educação financeira.

    Forbes
  • Ana Leoni, superintendente da Anbima

    Ana está há 15 anos na Associação Brasileira de Entidades Financeiras e Capitais (Anbima) e é responsável pela área de Educação e Informações Técnicas, que inclui as atividades de Educação de Investidores e Certificação de Profissionais. Antes, trabalhou por 14 anos em instituições financeiras, em áreas como Private Banking, Desenvolvimento de Produtos e Comunicação. É conselheira da (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros) Planejar e autora do projeto Dinheiro com Atitude, fruto da vontade de ajudar pessoas a terem uma relação mais saudável e equilibrada com a vida financeira.

    Instagram
  • Nathalia Rodrigues, fundadora do Nath Finanças

    A jovem carioca Nathalia Rodrigues é uma das referências no Brasil em educação financeira nas redes sociais. Com 228 mil inscritos no YouTube, Nathalia apresenta conceitos básicos da economia e investimentos para milhares de brasileiros. Ela é também autora do livro “Orçamento Sem Falhas: Saia do vermelho e aprenda a poupar com pouco dinheiro”, em que orienta seus leitores sobre como construir uma relação mais saudável com o dinheiro.

    Divulgação
  • Mari Emmanouilides, CEO da Taler Gestão de Patrimônio

    Mari tem mais de 40 anos de atuação no mercado financeiro e foi diretora no Financial Planning Standards Board (FPSB), sócia-fundadora da Reliance Serviços Financeiros e Senior Financial Consultant na Merrill Lynch. Antes de fundar a Taler, trabalhou ainda no Chase Bank e no Itaú Unibanco.

    Divulgação
  • Sandra Blanco, estrategista-chefe da Órama Investimentos

    Sandra é responsável pela criação do primeiro clube de investimentos para mulheres no Brasil, publicou dois livros com foco na educação financeira do público feminino e, atualmente, desempenha a função de estrategista-chefe da Órama. É consultora de investimentos autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e especialista em questões financeiras femininas relacionadas ao trabalho.

    Divulgação
  • Betina Roxo, estrategista-chefe da Rico

    Betina é formada em economia pelo Insper e, atualmente, é estrategista-chefe da Rico, primeira mulher a ocupar o cargo. Antes, passou pelo HSBC e pelo Bank of America Merrill Lynch, cobrindo os setores de Óleo e Gás, Mineração, Siderurgia, Celulose e Alimentos e Bebidas. Uma das principais referências femininas em investimentos no Brasil, Betina atuou ainda na Stone Pagamentos e no time de Equity Research da XP Investimentos. A experiência e conhecimento adquiridos são compartilhados com investidores do varejo no canal da Rico no YouTube.

    Divulgação
  • Marta Pinheiro, diretora-executiva ESG da XP Investimentos

    Marta Pinheiro é formada em administração pela Fundação Getulio Vargas (FGV), mestre em finanças, sócia e diretora-executiva ESG da XP Investimentos. Antes, atuou no Instituto para Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), no Integration Consulting e foi responsável pela liderança de times de inovação e transformação de negócios no mercado financeiro.

    Divulgação
  • Carolina Giovanella, sócia-fundadora da Portofino Multi Family Office

    Carolina é diretora geral da Portofino Multi Family Office, empresa que fundou em 2011 para administrar os bens da família. É formada em administração de empresas e em direito pela PUC-RS, além de especialista em Mercado de Capitais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). É profissional CFP® pelo IBCFP, possui certificações CPA-20 e CGA Gestores pela Anbima e comanda a Portofino, com escritórios em São Paulo e Nova York.

    Divulgação

Zeina Latif, economista

Considerada uma das economistas mais respeitadas e influentes do Brasil, Zeina Latif foi economista-chefe da XP Investimentos entre 2014 e 2020, além de ter passagens pelo HSBC, ING e Royal Bank of Scotland. É mestre e doutora em economia pela Universidade de São Paulo (USP), onde também já trabalhou como pesquisadora. Chegou a ser cotada para o cargo de diretora do Banco Central e, atualmente, atua como consultora na Gibraltar Consultoria.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: