Ações da Braskem caem mais de 5% com mudanças fiscais para indústria química

Ao zerar imposto sobre combustível, o presidente extinguiu benefício fiscal para a indústria química, medida que deve impactar toda a cadeia do setor .

Redação
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Ao zerar imposto sobre combustível, o presidente extinguiu benefício fiscal para a indústria química, medida que deve impactar toda a cadeia do setor

Acessibilidade


As ações da Braskem (BRKM5) recuavam 5,19% às 12h38, horário de Brasília, negociadas a R$ 30,13, com o fim do benefício fiscal para indústria química pesando sobre o setor.

A movimentação acompanha a extinção do Regime Especial da Indústria Química (REIQ), publicada hoje no Diário Oficial da União, como contrapartida à desoneração do diesel e do gás de cozinha anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Diante da necessidade de seguir a Lei de Responsabilidade Fiscal, o governo anunciou a compensação com o fim do REIQ e o aumento da alíquota da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) para as instituições financeiras, a decisão derrubava em 1,5% o Ibovespa no mesmo horário.

Instituído em 2013, o REIQ reduz as alíquotas de PIS e Cofins incidentes na compra de matérias-primas petroquímicas de primeira e segunda geração utilizados pela Braskem.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: