Ações da Mills disparam 7,9% e Yduqs caem 4,9% na bolsa

Divulgação de balanço das empresas provocou forte reação do mercado

Iasmin Paiva
Compartilhe esta publicação:
YuichiroChino/GettyImages
YuichiroChino/GettyImages

Divulgação de balanço das empresas provocou forte reação do mercado

Acessibilidade


As ações da Mills Estruturas e Serviços de Engenharia (MILS3) subiam 7,91%, a R$ 6,14, às 11:29 da manhã de hoje (18). O movimento foi uma reação ao resultado do balanço financeiro da companhia, que registrou lucro líquido de R$ 7,6 milhões no quarto trimestre, ante prejuízo de R$ 2,7 milhões no ano anterior.

O resultado foi motivado por diferentes ações estratégicas que a Mills divulgou em seu relatório, como a suspensão temporária de alguns investimentos para enfrentamento da crise, a renegociação de faturas com investidores e o alongamento de R$ 22 milhões de dívida então existente na Solaris, além de emissão de um total de R$ 184 milhões em novas debêntures.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A companhia fechou o trimestre com R$ 170 milhões em caixa líquido. Em relatório, a XP Investimentos afirmou acreditar que o ciclo de lucratividade para a companhia chegou, reiterando sua recomendação de compra dos papéis.

Na contramão, os papéis da Yduqs (YDUQ3) caiam 4,92%, a R$ 27,25 no mesmo horário, tambem influenciados pelo resultado financeiro do último trimestre, que registrou prejuízo de R$ 102,6 milhões, em comparação ao lucro líquido de R$ 58,1 milhões registrado no mesmo período de 2019.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Dentre os fatores que mobilizaram os resultados do grupo de educação, estão os efeitos da crise econômica decorrente da pandemia, a gradual descontinuidade da receita do Fies e concessão de descontos e maiores provisões para perdas com inadimplência.

Para os analistas da XP Investimentos, Vitor Pini e Matheus Soares, o resultado deve ter impacto no curto prazo do ciclo de captação de 2021, mas ambos seguem otimistas com as perspectivas de longo prazo da empresa.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: