Após balanços, Marfrig e Magazine Luiza sobem forte na B3

YuichiroChino/GettyImages
YuichiroChino/GettyImages

Resultados robustos no quarto trimestre de 2020 dão fôlego às negociações no pregão

As ações da Marfrig Global Foods (MRFG3) cresciam 5,5% na B3, negociada a R$ 16,50, às 11h12 no horário de Brasília, após divulgação do balanço financeiro na noite de ontem (8). A companhia de alimentos reportou lucro líquido recorde de R$ 3,3 bilhões para 2020, ante R$ 218 milhões registrados no ano anterior.

O resultado foi impulsionado pelo desempenho na América do Norte, onde a operação alcançou volume recorde de vendas, e fortemente apoiada pelo resultado na América do Sul, que obteve recorde de receita líquida de R$ 5,6 milhões. O cenário motivou a administração da empresa a propor a distribuição de R$ 141 milhões em dividendos na Assembleia Geral Ordinária, marcada para o dia 8 de abril.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

No mesmo horário, os papéis do Magazine Luiza (MGLU3) subiam 2,9% na Bolsa brasileira, a R$ 23,77, também impulsionados pelos resultados financeiros da companhia no quarto trimestre de 2020. A rede de varejo registrou R$ 232 milhões em lucro líquido no período, alta de 39,8% na comparação anual.

A empresa reportou aumento de 66% nas vendas totais do período, impulsionado pelo e-commerce, que representou 63,8% do total. Em comunicado à imprensa, Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza, afirmou que os resultados da companhia refletem a maturidade de seu modelo multicanal, permitindo “avançar aceleradamente em nossa estratégia de expansão da nossa plataforma em novos mercados ao longo de 2021” e reforçar foco da companhia em sistemas digitais.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).