China avalia nova bolsa para atrair empresas listadas no exterior

Iniciativa surge em um momento de rivalidade entre Pequim e Washington

Redação
Compartilhe esta publicação:
Aly Song/Reuters
Aly Song/Reuters

Iniciativa espera atrair empresas globais como Apple e Tesla

Acessibilidade


A China está considerando estabelecer uma bolsa de valores para atrair empresas listadas no exterior e reforçar o status global de seus mercados de ações, disseram à Reuters duas fontes com conhecimento do assunto.

O Conselho de Estado do país pediu ao principal órgão regulador de valores mobiliários que conduzisse estudos sobre como projetar a bolsa, que teria como alvo as empresas chinesas listadas em mercados ‘offshore’, como Hong Kong e os Estados Unidos, disseram as fontes.

VEJA TAMBÉM: China vai liderar recuperação das economias do Leste Asiático e Pacífico, diz Banco Mundial

O governo espera que a iniciativa também atraia firmas globais, como Apple e Tesla, que teriam a opção de abrir negócios locais e listá-los na nova bolsa, disse uma das fontes.

O plano surge num momento em que Pequim e Washington seguem presos numa rivalidade caracterizada por medidas do órgão regulador de valores mobiliários dos EUA no sentido de expulsar as empresas chinesas das bolsas norte-americanas caso elas não cumpram os padrões de auditoria do país ocidental. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: