Exportações da China em fevereiro têm alta recorde ante 2020

REUTERS/FernandoDonasci
REUTERS/FernandoDonasci

Entre janeiro e fevereiro, as exportações saltaram 60,6% sobre o ano anterior, quando os lockdowns paralisaram a economia do país

As exportações da China em fevereiro cresceram a um ritmo recorde em relação ao ano anterior, quando o coronavírus afetou a segunda maior economia do mundo, mostraram dados da alfândega ontem (7), enquanto as importações subiram com menos força.

As exportações em dólares dispararam 154,9% em fevereiro ante o mesmo período em 2020, enquanto as importações ganharam 17,3%, ritmo mais forte desde outubro de 2018. Entre janeiro e fevereiro, as exportações saltaram 60,6% sobre o ano anterior, quando os lockdowns para conter a pandemia paralisaram a economia do país, e superou a previsão de analistas da Reuters de um aumento de 38,9%.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

As exportações fortes, que se beneficiam do sucesso da China em conter a crise de saúde pública, ajudaram a alimentar a recuperação do país. O aumento também deveu-se a uma recuperação na demanda externa, disse a alfândega em comunicado em seu site, ao citar melhoras na manufatura da União Europeia e dos Estados Unidos e suas importações de produtos chineses graças a medidas de estímulo fiscal. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).