Fundos de Abu Dhabi investem US$ 150 milhões no Telegram

SOPA Images/GettyImages
SOPA Images/GettyImages

Lançado em 2013, o Telegram tem 500 milhões de usuários mensais, de acordo com a Abu Dhabi Catalyst Partners

O fundo soberano de Abu Dhabi, Mubadala Investment, e o Abu Dhabi Catalyst Partners, controlado parcialmente pelo Mubadala, disseram hoje (23) que investiram 150 milhões no aplicativo de mensagens Telegram.

O Mubadala investiu US$ 75 milhões em títulos de pré-oferta pública inicial (IPO) de cinco anos da Telegram, enquanto a Abu Dhabi Catalyst Partners investiu outros US$ 75 milhões.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“A base de usuários do Telegram atingiu uma massa crítica que o coloca entre os gigantes globais da tecnologia”, disse Faris Sohail Faris al-Mazrui, executivo do Mubadala. “O Telegram está bem posicionado para um ponto de inflexão que o transformará em uma empresa líder global de tecnologia.”

O Telegram, junto com o aplicativo de mensagens Signal, registrou um aumento no número de usuários este ano em meio a preocupações com a privacidade do WhatsApp, rival controlado pelo Facebook.

Lançado em 2013, o Telegram tem 500 milhões de usuários mensais, de acordo com a Abu Dhabi Catalyst Partners.

O Telegram, que tem operações nos Emirados Árabes Unidos, vai abrir um escritório em Abu Dhabi após o novo investimento, disse o Mubadala.

O Mubadala, que administra mais de US$ 230 bilhões em ativos, é o segundo maior investidor estatal dos Emirados Árabes Unidos, depois da Autoridade de Investimentos de Abu Dhabi.

Ambos investiram em tecnologia, com a Mubadala contribuindo com US$ 15 bilhões para o Vision Fund, de US$ 100 bilhões, montado pelo SoftBank em 2017. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).