Ibovespa recua em dia de forte volatilidade puxada por risco fiscal

O Ibovespa terminou o dia em queda de 0,32% aos 111.183 pontos, numa sessão marcada por fortíssima volatilidade e correção no exterior. O sobe e desce na Bolsa – e no câmbio – teve como pano de fundo a PEC Emergencial, em votação hoje no Senado.

As especulações de que seriam apresentadas emendas para deixar o Bolsa Família fora do teto de gastos pressionaram o mercado durante o dia. O fôlego para retomada veio após o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) negar a possibilidade e reforçar o compromisso do Congresso com a responsabilidade fiscal.

A notícia de que o relator da PEC Emergencial, senador Marcio Bittar (MDB-AC), apresentou complementação de voto fixando o limite de R$ 44 bilhões para os pagamentos do auxílio emergencial também trouxe alívio aos investidores.

“Pela manhã, a percepção de uma piora das contas públicas com sinalizações dos senadores de tirar o Bolsa Família do teto de gastos gerou grande estresse no mercado, com Ibovespa devolvendo toda a recuperação vista ontem e a curva de juros inclinando ainda mais. Tudo que envolve contabilidade criativa para financiar gastos públicos é motivo para uma resposta negativa do mercado”, explica Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora.

As incertezas e preocupações com o risco fiscal levaram o Banco Central a anunciar dois leilões de swap cambial tradicional hoje, com injeção líquida de US$ 2 bilhões nos mercados futuros de câmbio. O dólar fechou o dia a R$ 5,66 na venda, alta de 0,5%.

Em Wall Street, o Nasdaq caiu 2,7% aos 12.997 pontos no fechamento, na esteira de mais aumentos nos rendimentos dos treasuries pressionando as ações de tecnologia e impactando o apetite dos investidores por riscos.

“Hoje é o encapsulamento perfeito do grande tema que temos observado nos últimos dois meses: a distribuição da vacina está indo bem e a economia melhorando, e isso está levando os yields e expectativas de taxas para níveis mais altos, o que está afetando as ações de crescimento”, disse Ross Mayfield, estrategista de investimentos da Baird em Louisville, Kentucky.

As ações da Microsoft, Apple e Amazon caíram mais de 2% na sessão, pesando sobre o S&P 500 que recuou 1,31% aos 3.819 pontos, enquanto os segmentos financeiro e industrial do íindice alcançaram máximas recordes intradiárias. O Dow Jones terminou a sessão perdendo 0,39% aos 31.270 pontos.

Os benchmarks dos EUA têm oscilado entre ganhos e perdas nos últimos dias, acompanhando as medidas de estímulo à economia que podem levar ao aumento na inflação no país. No radar do mercado segue ainda a tramitação em ritmo acelerado no Senado do pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão. O texto precisa ser sancionado até 14 de março, data em que expira a renovação dos pagamentos do seguro desemprego nos EUA. (Com Reuters)

DESTAQUES DO IBOVESPA

Maiores Altas
PRIO3: +4,61% a R$ 89,62
MGLU3: +3,50% a R$ 25,12
BBDC3: +2,02% a R$ 20,66
SBSP3: +1,90% a R$ 36,98
QUAL3: +1,86% a R$ 32,89

Maiores Baixas
PCAR3: -5,61% a R$ 21,35
CVCB3: -4,53% a R$ 14,98
PETR3: -4,29% a R$ 20,97
CYRE3: -4,09% a R$ 23,70
PETR4: -3,64% a R$ 21,19

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).