Indústria da zona do euro acelera em fevereiro, aponta PMI

MohamedGhany/Reuters
MohamedGhany/Reuters

Dado foi motivado pelo aumento da demanda, embora o salto tenha levado a uma escassez de matérias-primas e alta de insumos

A atividade industrial da zona do euro acelerou em fevereiro graças à melhora da demanda, mostrou hoje (1°) a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, em inglês), embora o salto tenha levado a uma escassez de matérias-primas e alta dos custos de insumos.

O PMI final de indústria do IHS Markit saltou para a máxima de três anos de 57,9 em fevereiro ante 54,8 em janeiro e preliminar de 57,7. O resultado representa uma das leituras mais altas nos 20 anos de história da pesquisa.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O subíndice de produção avançou a 57,6 de 54,6, bem acima da marca de 50 que separa crescimento de contração. “A indústria aparece como um ponto de destaque crescente na economia da zona do euro até agora neste ano”, disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

A forte demanda por bens industriais levou as fábricas a aumentar o nível de emprego pela primeira vez em quase dois anos. Contudo, as medidas de lockdown afetaram as cadeias de oferta e as fábricas encontraram dificuldades para obter matéria-prima, o que levou a um forte aumento nos prazos de entrega. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).