Termos de troca mais favoráveis e juros baixos no mundo podem trazer choque positivo à economia, diz Sachsida

Taxa de poupança e os mercados de crédito e de trabalho são apontados como fatores importantes para retomada das atividades no país.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

De acordo com secretário Adolfo Sachsida, taxa de poupança e os mercados de crédito e de trabalho são fatores essenciais para retomada das atividades no Brasil

Acessibilidade


O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, disse hoje (17) que sua equipe vê chances de um choque positivo para a economia em 2021 via termos de troca e juros internacionais baixos.

Em apresentação à imprensa, Sachsida ressaltou que outros destaques favoráveis à retomada da atividade no país são a taxa de poupança e os mercados de crédito e de trabalho, enquanto o maior risco é a perda da âncora fiscal.

LEIA TAMBÉM: Ministério da Economia prevê alta de 3,2% do PIB no ano, com inflação acima da meta

“Sem a âncora fiscal perderíamos a ancoragem das expectativas e isso desestabilizaria a trajetória inflacionária com resultados negativos sobre toda a economia”, pontuou o secretário em apresentação. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: