Boom de MEIs acompanha desemprego na pandemia, revela Nubank

Estudo do banco digital mostra que número de novos MEIs em 2020 acompanhou aumento do desemprego no Brasil.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Estudo do banco digital mostra que número de novos MEIs em 2020 acompanhou aumento do desemprego no Brasil

Acessibilidade


 

O número de novos MEIs (Microempreendedores Individuais) registrou um crescimento de 13,8% entre março de 2020, quando foi decretada a pandemia do novo Coronavírus, e dezembro do mesmo ano, acompanhando o aumento de desempregados no país contabilizado pela Pnad Contínua do IBGE. Segundo levantamento do Data Nubank divulgado hoje (20), a curva coincide com o pico de 20,5% do número de clientes que optaram pelo microempreendedorismo individual em julho do ano passado em comparação com o mês anterior.

O estudo da fintech aponta que jovens de até 25 anos são a maioria entre os MEIs, e representavam 30% dos microempreendedores em agosto de 2020, ante 27% antes da pandemia. O Data Nubank aponta como hipótese para este aumento a perda de um trabalho fixo com carteira assinada ou a dificuldade em encontrar um emprego formal.

VEJA MAIS: Google e Loja Integrada criam iniciativa para impulsionar transformação digital de empreendedores

Entre os setores que apresentaram maior crescimento, a fintech aponta que o varejo foi o que mais atraiu microempreendedores, com 28% novos MEIs em julho, ante 19,5% em março. Os novos microempreendedores do ramo da alimentação vieram em seguida, e representavam 17% do total de novos registros em maio, em comparação à média histórica de 10% antes da pandemia. Em contrapartida, atividades de serviços domésticos e de armazenamento e transporte foram as que menos tiveram novos entrantes no período

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Forbes
Forbes

Novos MEIs no Nubank e a taxa de desemprego do Brasil

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: