Câmara aprova prorrogação do prazo de entrega do IR até 31 de julho

O texto segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro e limita a dezembro deste ano o prazo de vencimento de parcelas do imposto a ser pago.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Rmcarvalho/GettyImages
Rmcarvalho/GettyImages

O texto segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro e limita a dezembro deste ano o prazo de vencimento de parcelas do imposto a ser pago

Acessibilidade


Em meio ao agravamento da pandemia de coronavírus no país, a Câmara dos Deputados aprovou ontem (13) uma proposta que prorroga até 31 de julho o prazo de entrega da declaração do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) referente ao exercício de 2021.

O texto, que segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro, incluiu uma emenda que limita a dezembro deste ano o prazo de vencimento de parcelas do imposto a ser pago, um pedido feito pelo governo para evitar perder arrecadação orçamentária.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Na véspera, a Receita Federal havia adiado a entrega da declaração de IR para 31 de maio. O prazo original era 30 de abril. No ano passado, também houve prorrogação do prazo de entrega por decisão administrativa. (com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: