Cia Hering recusa oferta de fusão da Arezzo

Empresa afirmou que rejeitou a proposta por considerar que ela não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Aluísio Alves/Reuters
Aluísio Alves/Reuters

A Cia. Hering afirmou que manterá seu plano estratégico de combinar construção de marcas e expansão

Acessibilidade


A Cia. Hering afirmou hoje (14) que recusou uma proposta não solicitada de fusão feita pela rival Arezzo, num momento em que empresas de moda no Brasil têm sido seriamente afetadas pelas medidas de isolamento social tomadas para conter a pandemia da Covid-19.

“O conselho de administração da companhia, com assessoria do BR Partners e Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados, decidiu por unanimidade (…) rejeitar a proposta, por considerar que ela não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia“, afirmou a Cia. Hering em comunicado.

LEIA MAIS: Em meio à crise da Covid-19, social selling desponta como tendência em empresas

Segundo o documento, a Cia. Hering manterá seu plano estratégico de combinar construção de marcas e expansão, com a busca por crescimento orgânico, e análise de “oportunidades inorgânicas”.

Mesmo com maiores esforços para ampliar as vendas por canais digitais, a varejista de roupas Cia Hering viu sua receita líquida cair 31% em 2020, em relação ao ano anterior, dado que suas 758 lojas ficaram fechadas durante vários meses na esteira de medidas de isolamento social para conter a pandemia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No caso da Arezzo, mais concentrada em calçados femininos, foi beneficiada por maiores vendas online e por exportações, tendo queda da receita de apenas 4%.

Segundo dados da Refinitiv, o da Arezzo tinha no fechamento dos negócios desta quarta-feira na B3 valor de mercado de R$ 7,36 bilhões, enquanto o da Hering era de R$ 2,75 bilhões. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: