Estatal gaúcha CEEE aprova venda de ativos de transmissão por mínimo de R$ 1,7 bilhão

Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

CEEE-D foi arrematada pela Equatorial Energia em leilão por R$ 100 mil

A estatal gaúcha CEEE-Par aprovou a venda de ativos de transmissão de energia detidos por sua controlada CEEE-GT em leilão de desestatização a ser realizado na bolsa paulista B3, após discussão em assembleia extraordinária de acionistas.

O valor econômico mínimo da operação será de R$ 1,699 bilhão pela participação da CEEE-Par, equivalente a 66,06% do capital social, disse hoje (6) a companhia em comunicado ao mercado.

VEJA TAMBÉM: Equatorial prioriza renegociar passivos da CEEE-D e mantém apetite por aquisições

A elétrica disse que a operação envolverá também a venda de participações detidas por ela nas transmissoras de energia TSLE e FOTE, nas quais tem como sócia a Eletrobras CGT Eletrosul.

Nesses casos, conforme acordos de acionistas vigentes, a subsidiária da Eletrobras poderá exercer direito de preferência para compra das fatias da CEEE-GT.

A CEEE disse ainda que a aprovação para desestatização é válida apenas para os negócios de transmissão, “sendo que os ativos de geração serão objeto de deliberação futura”.

A CEEE realizou em 31 de março um leilão para a venda de sua unidade de distribuição de energia, a CEEE-D, que acabou arrematada pela Equatorial Energia por R$ 100 mil. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).