Ibovespa descola do exterior e fecha em alta com impulso de bancos

Dólar segue o exterior e fecha em queda contra o real, após Fed manter taxas de juros nos EUA

Kariny Leal
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O principal índice da Bolsa de São Paulo fechou a sessão de hoje (28) em alta, em dia de recuperação dos mercados locais e impulsionado, principalmente, pelos papéis dos bancos. O Ibovespa subiu 1,39%, a 121.052 pontos. A unit do Santander Brasil registrou a maior alta do índice, de 8,46% a R$ 40,75, após a companhia divulgar resultados acima das expectativas do mercado antes da abertura.

Bradesco PN e Itaú PN também foram destaques de alta na sessão, subindo 5,10% e 4,24%, respectivamente, na esteira do resultado do concorrente. “O resultado acima do esperado do Santander, entregando uma melhor qualidade dos ativos, gerou uma expectativa positiva para o setor financeiro”, avalia Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora. “Com números sólidos e os papéis dos bancos longe das máximas, a expectativa positiva levou a um aumento da demanda pelas ações, vide a probabilidade de revisões positivas para o setor, que, por conta da pandemia e os efeitos da inadimplência, as estimativas estavam conservadoras.”

VEJA TAMBÉM: Mercado espera que empresas consolidem recuperação no primeiro trimestre

O dólar, por sua vez, recuou 1,85%, a R$ 5,3591 na venda, em dia favorável ao mercado brasileiro e menos afetado por ruídos políticos.

O exterior foi marcado pela manutenção dos juros norte-americanos no intervalo entre 0,0% e 0,25% pelo Federal Reserve, que renovou a indicação de continuidade da sua política monetária. O banco central dos Estados Unidos afirmou também que, apesar de ver melhora nos indicadores de emprego e atividade, os setores mais afetados pela pandemia no último ano ainda não conseguiram se recuperar propriamente. O presidente do Fed, Jerome Powell, reforçou que os estímulos monetários devem ser mantidos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Nesse cenário, as Bolsas norte-americanas fecharam no vermelho, à espera pelo discurso do presidente Joe Biden no Congresso na noite de hoje, para marcar seus 100 primeiros dias de governo.

Biden deve anunciar um novo pacote de US$ 1,8 trilhão destinado à educação e apoio a famílias de média e baixa renda. O plano deve ser financiado com a arrecadação dos aumento de impostos aos mais ricos, anunciado pelo presidente nos últimos dias.

O índice S&P 500 fechou em queda de 0,08%, o Dow Jones, 0,48%, e o Nasdaq, 0,28%.

Depois do fechamento, Apple e Facebook divulgaram seus resultados do primeiro trimestre, ambos acima das projeções dos analistas: a dona da rede social registrou lucro por ação de US$ 3,30, ante consenso de US$ 2,37. A Apple teve US$ 1,40 por ação, acima dos US$ 0,99 esperados.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no  Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na AppStore.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: