Ibovespa recua com Nova York após notícia de elevação tributária nos EUA

O dólar fechou a quinta-feira no menor patamar em dois meses, recuando 1,81% e negociado a R$ 5,45 na venda.

Ana Paula Pereira
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa encerrou em queda de 0,58% aos 119.371 pontos o pregão desta quinta-feira (22), acompanhando a correção observada em Wall Street após o anúncio de que a Casa Branca trabalha numa proposta de elevação de tributos no país. As quedas na Bolsa brasileira, no entanto, foram limitadas pelo avanço das commodities metálicas na sessão e pelas expectativas para a temporada de balanços no Brasil, que tem início amanhã.

No contexto doméstico, o mercado digeriu hoje também o fim do impasse em torno do orçamento, após semanas de negociações entre o Executivo e o Legislativo. O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto de lei que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), já aprovada pelo Congresso Nacional, segundo edição extra do Diário Oficial da União de ontem.

O texto sancionado flexibiliza as regras para despesas com enfrentamento à pandemia da Covid-19 e permite que o governo corte por decreto (e não por lei, como normalmente ocorre) despesas discricionárias, como no caso dos investimentos e dos gastos voltados à manutenção da máquina pública.

No exterior, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai propor na próxima semana uma elevação nos tributos sobre os mais ricos no país a fim de financiar grandes investimentos em assistência infantil, educação pré-escolar universal e licença remunerada aos trabalhadores, disseram fontes familiarizadas com o plano.

A proposta deve compreender um aumento na alíquota do imposto de renda de 37% para 39,6%, e quase dobrar os impostos sobre ganhos de capital para 39,6% para pessoas que ganham mais de US$ 1 milhão. A notícia pressionou as ações em Wall Street, empurrando os principais benchmarks do mercado para queda de quase 1% na sessão.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os detalhes do plano de Biden para as famílias norte-americanas ainda estão sendo finalizados, mas o presidente planeja anunciar as medidas na próxima semana, antes de seu primeiro discurso ao Congresso, na quarta-feira. Analistas do mercado avaliam como impossível a aprovação do texto nestes termos.

“Se tivesse uma chance de ser aprovada, estaríamos caindo 2 mil pontos”, disse Thomas Hayes, presidente e membro do fundo hedge Great Hill Capital LLC, referindo-se ao noticiário sobre a elevação do imposto sobre ganhos de capital durante o dia.

Os norte-americanos mais ricos podem encarar uma alíquota geral de imposto sobre ganhos de capital de até 43,4%, incluindo o imposto de investimento líquido de 3,8% sobre indivíduos com renda de US$ 200 mil ou mais.

Na visão do chefe de renda variável da Vero Investimentos, Alexandre Jung, os planos de Biden acabaram respingando na Bolsa paulista, embora o dia tenha sido de poucas informações relevantes e de estabilidade no mercado.

O dólar fechou a quinta-feira no menor patamar em dois meses, recuando 1,81% e negociado a R$ 5,45, com fortes vendas de moeda decorrentes de uma combinação entre ajuste pós-feriado, fluxo positivo e desmonte de posições em meio à percepção de algum alívio do lado fiscal.

Na análise de Evandro Buccini, diretor de renda fixa e multimercado da Rio Bravo, o dólar ainda tem espaço para cair, mas há dúvidas se uma posição favorável ao real neste momento compensa o risco.

“Os problemas políticos e fiscais vão continuar, porque é meio que a realidade brasileira. A gente bateu no teto de gastos, teve de fazer gastos adicionais com a pandemia. É natural que isso não se submeta ao teto, dada a gravidade do problema, mas a forma como isso foi conduzido às vezes não foi a ideal”, disse.

Outro ponto de incerteza sobre a extensão de um rali do real vem do exterior.

“Lá nos Estados Unidos a discussão de inflação, de aumento da curva de juros, dos juros futuros, esfriou bastante. Mas é algo que pode voltar ao radar, especialmente com essas novas discussões de estímulos em diferentes frentes nos EUA”, acrescentou Buccini. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Compartilhe esta publicação: