Itaguaí interdita terminal de exportação de minério de ferro da CSN

CUHRIG/Getty Images
CUHRIG/Getty Images

Além de bloqueio de operações, a companhia e o Porto Sepetiba-Tecon receberam multas da prefeitura por irregularidades ambientais

A Prefeitura de Itaguaí (RJ) interditou na manhã de hoje (16) as operações de terminal de exportação de minério de ferro da CSN no porto da cidade, além de ter interditado também o Porto Sepetiba-TECON, de contêineres, citando “diversas irregularidades ambientais”.

A prefeitura de Itaguaí multou a CSN em mais de R$ 4 milhões e o Porto Sepetiba-TECON em R$ 1,4 milhão diante das irregularidades constatadas em vistoria realizada em março, afirmou o governo municipal.

LEIA TAMBÉM: Fundo IG4 Capital oferece US$ 916 milhões para se tornar acionista relevante da mineradora chilena SQM

“Em ambas empresas (terminal da CSN e Sepetiba-TECON) foi constatado problemas nas estações de tratamento de efluentes, sendo que na CSN o efluente de minério de ferro é lançado de forma indireta, sem o monitoramento adequado, na Baía de Sepetiba”, afirmou a prefeitura.

Durante a vistoria, técnicos da prefeitura relataram que a vazão do tratamento não é controlada, o que dificulta a avaliação da eficácia do tratamento, segundo a prefeitura.

O CSN-TECAR, administrado pela CSN Mineração, é interligado à MRS com capacidade de exportação superior a 42 milhões de toneladas de minério de ferro e possui também a capacidade para realizar descarga de até 3,5 milhões de toneladas por ano, com versatilidade de operações de outros granéis.

Tem também capacidade para armazenar 5 milhões de toneladas de carvão e 45 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, possuindo infraestrutura marítima, ferroviária e rodoviária, segundo a prefeitura.

O Sepetiba-TECON é um dos principais terminais de contêineres do país, realizando a carga e descarga.

A CSN não comentou o assunto imediatamente.

VEJA MAIS: Petrobras publica edital de licitação para arrendamento do terminal de GNL na Bahia

Procurada, a Vale informou que a interdição em Itaguaí não afeta suas operações e seu terminal no local opera normalmente.

“Localizada ao lado da foz do Rio Mazomba, a (unidade da) CSN tem no seu entorno vegetação nativa de relevância ecológica e área para preservação de recursos naturais… presença de manguezais no entorno da área do terminal de cargas”, disse a prefeitura.

As ações da CSN exibiam alta de 0,6% às 10h27, enquanto o Ibovespa apresentava oscilação negativa de 0,08%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Money, no Telegram, para saber tudo sobre economia e mercado financeiro.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).